Bagavadeguitá, Nonell & Instituto Gita, Vivekananda

Jnana-ioga por Swami Vivekananda



Caminho do Conhecimento (Jnana-ioga) e Vedanta por Swami Vivekananda, religiões, natureza do homem

Curso Jnana-ioga - Mestrado Bagavadeguitá e Filosofia da Ioga

unidade curricular Bagavadeguitá

Introdução ao Jnana-ioga (Conhecimento) e ao Vedanta por Swami Vivekananda. Esta unidade curricular é composto de:

Conteúdo Curso Jnana-ioga (Conhecimento) Vedanta, Swami Vivekananda (Bagavadeguitá)

  1. Origem das religiões
  2. A pesquisa interior: êxtase, inspiração, razão. Rishis
  3. O conceito de Ser onipresente (Ser Supremo) e a ética
  4. Por que deveríamos fazer ou bem?
  5. Materialismo versus religião (Três Fés)
  6. O Vedanta

  1. Além do mundo dos sentidos: o que é real?
  2. Niilismo versus pesquisa do real
  3. Reconciliação entre mitologia e ciência
  4. corpo e alma (Atman)
  5. A pesquisa do Atman

  1. Maya de acordo com Shankaracharya: um dos pilares da Vedanta e do budismo
  2. Que é Maya
  3. Maya como declaração da realidade deste universo
  4. Maya e Vedanta
  5. A Renúncia como o verdadeiro começo da religião
  6. Porque o homem busca a um Deus?
  7. Porque não se torne em agnósticos?
  8. Onipresença de Maya

  1. Cada pessoa deve ser julgada de acordo com o seu ideal e não pelo dos outros.
  2. Maya e o avance da ética. Pravritti e Nivritti
  3. O Deus ético
  4. Maya como matéria, espírito ou mente
  5. O Deus justo e misericordioso
  6. A absoluta liberdade como base da Vedanta

  1. Por que deveríamos elogiar por imitar a natureza?
  2. Religião versus “sabedoria prática” ou goodismo
  3. Além de Maya há uma saída: a religião
  4. O despertar espiritual da liberdade
  5. A filosofia monoteísta da Vedanta. Deus está dentro de nós

  1. Filosofia Advaita: Como o Infinito, o Absoluto, se tornou finito?
  2. A lei da causalidade como condição necessária de todo o nosso pensamento
  3. Advaita (não-dualidade): não existem dois, mas um (Unidade na diversidade)
  4. Buda, Vedanta e Shankaracharya

  1. Deus, Alá, Jeová, Brahman...
  2. A Visão Vedanta: Combinação de Cabeça e Coração
  3. O que a Vedanta procura ensinar: a deificação do mundo
  4. O reino dos céus está dentro de você
  5. Faça seu trabalho vendo Deus em tudo
  6. Vedanta como a Unidade de tudo

  1. Katha Upanixade: o centro de todo o universo está na alma humana
  2. A verdadeira religião não está nos livros nem nos templos
  3. A essência da Vedanta: não basta falar, realiza a religião
  4. Atman: toda sabedoria e pureza estão em nossa alma
  5. A Essência dos Upanixades: Realização
    1. Realização do Bagavadeguitá

Bagavadeguitá em Espanhol Jnana-Yoga por Swami Vivekananda


Introdução à Jnana-ioga (Conhecimento) e à Vedanta por Swami Vivekananda
Introdução Jnana-ioga (Conhecimento) Vedanta, Swami Vivekananda, Bagavadeguitá

Introdução Jnana-ioga (Conhecimento) Vedanta, Swami Vivekananda, Bagavadeguitá


Este ensaio é vital para compreender os capítulos seguintes do Bagavadeguitá e também os fundamentos da Filosofia da Ioga. Swami Vivekananda analisa temas tão profundos como a origem das religiões, o materialismo, Por que devemos fazer o bem?, as bases da Vedanta, corpo e alma, a busca pelo Atman, o conceito de Maya, a filosofia monoteísta da Vedanta (Deus está dentro de nós ), o despertar espiritual da liberdade, filosofia Advaita, Unidade na diversidade, a verdadeira religião não está nos livros nem nos templos, a realização de Deus

De todas as forças que trabalharam e continuam a trabalhar para moldar os destinos da raça humana, nenhuma, certamente, é mais poderosa do que aquela, cuja manifestação chamamos de religião.

Os sentidos são muito limitados e o corpo é muito limitado para expressar o Infinito. Manifestar o Infinito através do finito é impossível e, mais cedo ou mais tarde, o homem aprende a abandonar a tentativa de expressar o Infinito através do finito. Este abandono, esta renúncia à intenção, é o pano de fundo da ética.

Sem a sanção sobrenatural, como é chamada, ou a percepção do superconsciente, não pode haver ética. Sem a luta pelo Infinito não pode haver ideal. Qualquer sistema que queira amarrar os homens aos limites das suas próprias sociedades não é capaz de encontrar uma explicação para as leis éticas da humanidade.

É ótimo e bom conhecer as leis que regem as estrelas e os planetas; É infinitamente maior e melhor conhecer as leis que regem as paixões, os sentimentos, a vontade da humanidade.

Esta conquista do homem interior, a compreensão dos segredos do funcionamento subtil da mente humana e o conhecimento dos seus maravilhosos segredos pertencem inteiramente à religião.

A religião é o maior poder motivador para realizar aquela energia infinita que é o direito de nascença e a natureza de todo homem.

Nos tempos modernos, se um homem cita Moisés, Buda ou Cristo, riem dele; mas se você disser o nome de um Huxley, de um Tyndall ou de um Darwin, eles o aplaudirão.

O tempo, o espaço e a causalidade, portanto, estão na mente, e como este Atman está além da mente e é sem forma, deve estar além do tempo, além do espaço e além da causalidade. Agora, se está além do tempo, do espaço e da causalidade, deve ser infinito. «Atman deve primeiro ser ouvido, depois pensado e depois meditado."

Uma ideia destaca-se como o centro de todos os sistemas éticos, expressa de várias formas, nomeadamente, fazer o bem aos outros. O motivo orientador da humanidade deveria ser a caridade para com os homens, a caridade para com todos os animais.

A ignorância é a grande mãe de toda miséria.

Todos vão para a morte e ainda assim existe um tremendo apego à vida. De alguma forma, não sabemos porquê, agarramo-nos à vida; Não podemos desistir. E esta é Maya.

Tudo o que tem forma, tudo o que evoca uma ideia na sua mente, está dentro de Maya; porque tudo o que está sujeito às leis do tempo, do espaço e da causalidade está dentro de Maya.

A Vedanta diz que chegará um momento em que olharemos para trás e riremos dos ideais que nos fazem temer abrir mão de nossa individualidade.

A renúncia é o verdadeiro começo da religião.

O dever da Vedanta é harmonizar todas essas aspirações, tornar manifesto o terreno comum entre todas as religiões do mundo, tanto as mais elevadas como as mais baixas.

A interdependência é a lei de todo o universo. Ao perguntar o que causou o Absoluto, que erro estamos cometendo! Para fazer esta pergunta temos de assumir que o Absoluto também está vinculado a alguma coisa, que depende de alguma coisa; e ao fazermos esta suposição, arrastamos o Absoluto até o nível do universo. Porque no Absoluto não há tempo, nem espaço, nem causalidade; É tudo uma coisa: o que existe por si só não pode ter nenhuma causa.

O que agora é necessário é uma combinação do maior coração com a mais elevada intelectualidade, do amor infinito com o conhecimento infinito.

O restante deste resumo sobre “Introdução à Jnana-ioga (Conhecimento) e à Vedanta por Swami Vivekananda” (Filosofia da Ioga) está disponível apenas para estudantes do Instituto Gita

Fonte: Obras completas de Swami Vivekananda, Volume 2, Jnana-ioga.

visão Swami Vivekananda: Libertar humanidade da ignorância (Bagavadeguitá e Vedanta)

Traduzido por Pedro Nonell ©

unidade curricular impartida pelo Instituto Gita da Ciência da Ioga

Nota: Vários versos do Bagavadeguitá, comentários de Sri Ramakrishna etc. foram adicionados. com o objetivo de facilitar a compreensão do texto e ajudar a observar a importante influência do Bagavadeguitá em Swami Vivekananda.

Conhecimento e espiritualidade (Swami Vivekananda) Bagavadeguitá (Filosofia da Ioga)

“O conhecimento espiritual é o único que pode destruir para sempre as nossas misérias; qualquer outro conhecimento apenas satisfaz as necessidades temporariamente. O conhecimento do espírito é o único que destrói para sempre a condição de necessitado.

Assim, a ajuda espiritual é a maior ajuda que pode ser dada ao homem; Aquele que dá conhecimento espiritual é o maior benfeitor da humanidade e como tal vemos que os homens mais poderosos são aqueles que ajudaram o homem nas suas necessidades espirituais; porque a espiritualidade é a verdadeira base de todas as nossas atividades na vida.”

Espiritualidade: derrota da paixão e dessenraizamento do desejo (Swami Vivekananda)

Curso Formação: Jnana-ioga (Caminho do Conhecimento) Filosofia Bagavadeguitá

Conhecimento (Atman-Jnana) corta em pedaços a dúvida nascida da ignorância (Bagavadeguitá)

O conhecimento leva à unidade, a ignorância à diversidade (Sri Ramakrishna)



(c) Instituto Gita (IGRCY)

Instagram Livro A Ioga da Sabedoria: Bagavadeguitá - Pedro Nonell Instagram

No usamos cookies
Inicio de página