Bagavadeguitá, Nonell & Instituto Gita, Vivekananda

Vivekananda: Baranagore Math, Cabo Comorin



A vida de Swami Vivekananda (II): desde Baranagore Math até a iluminação do cabo Comorin (1887-1893)

Curso Realização do Bagavadeguitá - Mestrado Bagavadeguitá e Filosofia da Ioga

unidade curricular Bagavadeguitá

Vida de Swami Vivekananda (II): Baranagore Math - iluminação do cabo Comorin

  1. Baranagore Math
  2. Início de sua jornada índio como Sannyasin. Os Tirthas (locais de peregrinação) do Norte
  3. Aventuras no Himalaia. Hrishikesh
  4. Na histórica Rajputana
  5. Viagem a Mumbai e Ahmedabad
  6. Em todo o sul da Índia (Bangalore, Rameswaram, Madurai). Fim da grande peregrinação pela Índia. A profunda meditação sobre o presente e o futuro do seu país no Cabo Comorin
  7. Mais fatos da vida como monge viajante (Parivrajaka)
  8. Rumo ao reconhecimento público. Madras e Hyderabad. Mudança de nome para Swami Vivekananda

Bagavadeguitá em Espanhol Vivekananda: Baranagore Math, Cabo Comorin


Vida de Swami Vivekananda (II): desde Baranagore Math até a iluminação do cabo Comorin (1887-1893)
Vida de Vivekananda (II) iluminação cabo Comorin. Bagavadeguitá

1- Vida de Swami Vivekananda: morte de Sri Ramakrishna. Curso Realização Bagavadeguitá


Esquema dos temas analisados na unidade curricular: Vida de Swami Vivekananda (II): Baranagore Math - iluminação do cabo Comorin

1- Baranagore Math.

As relíquias de Sri Ramakrishna
Santuário de Sri Ramakrishna em Belur Math
Naren, o discípulo, torna-se Swami Vivekananda, o mestre
Sua visão de Sri Ramakrishna uma semana após sua morte
Criando o espírito de fraternidade sob a liderança de Swami Vivekananda
Mah de Baranagore
“A realização de Deus é a única coisa na vida! Isso é o que a vida de Sri Ramakrishna representou!”
Naren implora a seus discípulos que se tornem Cristo, para ajudar a redimir o mundo.
Discípulos fazem votos de Sannyasa diante de Deus
Prayopaveshana: Meditação sem interrupção com tanto desrespeito pelo corpo que resulta na morte
Dias sem comer no Baranagore Math
A atividade frenética de Swami
Os devotos estudam filosofia (Kant, Hegel, Mill e Spencer) e trabalham com ateus e materialistas. Estudos de religião, teologia, história, sociologia, literatura, arte e ciência
Estudo de Sânquia, Ioga, Nyaya, Vaisheshika, Mimamsa e Vedanta
Comparando a Vedanta com a filosofia budista e vice-versa
Narendra expõe a grandeza de Cristo aos missionários cristãos
Ensinamentos de Sri Ramakrishna e sua influência nas atuais gerações hindus
Fazendo oblações em nome de todos os deuses e deusas e encarnações de todas as nações
“Hara! Hara! Mahadeva!”, “Shiva Guru! Shiva Guru!”
Embora coberto com o verniz exterior de Jnana (Conhecimento), Naren era todo Bhakti (Devoção) interiormente.
Bactiioga
Para-Bhakti ou Devoção Suprema
Jnana-ioga e Vedanta
Jnana-ioga (unidade na diversidade)
“Você não leu o Bagavadeguitá? “Deus reside nos corações de todas as criaturas.”
“Do irreal leve-nos ao Real, das trevas leve-nos à Luz, da morte leve-nos à Imortalidade!”
Louco pela visão de Deus
“Um Sri Ramakrishna Paramahamsa nasce apenas uma vez na vida!”
Swami Ramakrishnananda dedica-se ao constante serviço espiritual do Mestre

Sri Ramakrishna puro Sattva (luz e Sabedoria) Swami Vivekananda (Raja Gunas)

2- Consolidação da Ordem monástica Ramakrishna em Baranagore.

A decisão de entrar nos caminhos desconhecidos da vida de um monge
Início de sua jornada indiana como Sannyasin: Varanasi, Lucknow, Agra, Hrishikesh, Allahabad
Visita ao grande santo Trailanga Swami e Swami Bhaskarananda
Sua ideia de serviço ao homem como manifestação de Deus
Encantado com a beleza do Taj Mahal
O voto de comer apenas o que foi oferecido
“Recebi um mandato do meu Guru para cumprir esta missão. Isto é nada menos do que a regeneração da minha pátria. A espiritualidade caiu a um ponto baixo e a fome assola a terra. “A Índia deve tornar-se dinâmica e conquistar o mundo através da sua espiritualidade.”
A dureza da vida de um sannyasin: um sadhana constante e terrível
Swami Sadananda
Fique no Baranagore Math por um ano inteiro
Estudo das escrituras hindus (Bagavadeguitá)
A regeneração da Índia exigiu a abertura das verdades imortais dos Vedas e dos Upanixades.
A importância da lei do Carma
Peregrinação aos Tirthas (locais de peregrinação) do Norte
Encontro com Pavhari Baba: “uma representação imponente do maravilhoso poder nascido do Bhakti e da Ioga”
Dominando o sistema Advaita Vedanta em Vanarasi
Reunião em Ghazipur com autoridades europeias
“Mãe, não retornarei até que tenha alcançado o Jnana mais elevado!”

Emblema Ordem Ramakrishna (Vivekananda) Carma, Jnana e Bactiioga. ParamAtman (Filosofia Ioga)

3- Aventuras no Himalaia. Hrishikesh.

Interpretação de vários episódios da vida de Sri Krishna
“Não é o Darma do Sannyasin visitar os ricos!”
Encontro com Babu Raj Narayan Bose, o venerável pregador Brahmo
Visão sobre a unidade do microcosmo e do macrocosmo
O Swami instrui os Gurubhais nos ensinamentos dos principais Upanixades, exceto o Chhandogya e o Brihadaranvaka
Conhecendo Swami Turiyananda
Chegada a Hrishikesh, onde milhares de Iogues e Sannyasins de várias seitas se reúnem todos os anos para passar o inverno lendo as escrituras e praticando Ioga e meditação
Um dos períodos mais felizes da vida de Swami Vivekananda
“O apego a Gurubhais também é Maya

4- no Rajputana histórico. Delhi.

Viagem a Deli
Peregrinação individual a Rajputana
Citando o Dhammapada Budista
Amizade com muçulmanos. Louvor no Alcorão
Contando histórias de Buda, Shankara, Ramanuja, Guru Nanak, Ghaitanya. Tulsidas, Kabir e Ramakrishna
Admiradores sunitas, xiitas, shaivitas e vaisnavitas
Forte amizade com o estudioso muçulmano Moulavi Sahib
Convite do Marajá de Alwar
“Todo homem deve seguir o seu ideal religioso de acordo com a sua própria fé.”
“Quando Sri Krishna ordenou a Arjuna que fizesse seu Swadharma, para que, ao desempenhar seus deveres sem apego aos resultados, ele pudesse adquirir as qualidades de Sattva”
“Estude sânscrito, mas ao mesmo tempo estude também a ciência ocidental.”
“Cabe aos índios escrever a história da Índia”
Jaipur
A foto do Swami como um monge errante
Estudando Gramática Sânscrita
Amizade com o Marajá de Khetri
“Vejo Brahman em todos os lugares, manifestado até mesmo através da criatura mais insignificante.”
O Swami fala sobre a filosofia Sankhya e mostra como a ciência moderna corrobora suas conclusões
Apelo ao Marajá instando a Índia a ter mais treinamento científico e pesquisa
A devoção do Marajá ao seu guru Vivekananda

Vedanta, a essência da Jnana-ioga, alternativa à profunda crise espiritual do Ocidente

5- Viaje a Ahmedabad e Bombay

Sempre carregando uma cópia do Bagavadeguitá
Ahmedabad: contato com jainistas e muçulmanos
Implorando de porta em porta
O Swami escapa de uma seita degenerada de adoradores do sexo
Em Junagad, o Swami fala sobre Jesus Cristo e Sri Ramakrishna
Visita ao Monte Girnar, sagrado para todas as religiões na Índia
“Se eu conseguir influenciar apenas um marajá, poderei beneficiar indiretamente milhares de pessoas.”
Visite Porbanda, local da antiga cidade de Sudaniapuri, bem conhecida pelos leitores do Bagavadeguitá
A pedido do Dewan, ele permaneceu onze meses em Porbandar para ajudá-lo com seu livro sobre os Vedas.
Termine de ler o Mahabhashya, o grande comentário de Patanjali sobre a gramática de Panini, e retome seu estudo de francês
Pandit Shankar Pandurang: “Swamiji, temo que você não possa fazer muito neste país. Você deveria ir para o Ocidente, onde as pessoas o compreenderão. Certamente você pode lançar grande luz sobre a cultura ocidental pregando o Sanatana Dharma!”
Ocidente (ciência)-Índia (espiritualidade)
Compreender a verdade das palavras do Mestre de que ele tinha poder suficiente para revolucionar o mundo
Sentindo que para elevar a Índia na estima do mundo civilizado, ele deve primeiro pregar as glórias do Sanatana Dharma ao Ocidente.
Visita ao mosteiro fundado por Sri Shankaracharya, conhecido como Sdradd Math
Em Khandwa ele vislumbra pela primeira vez a sua séria intenção de estar presente no Parlamento das Religiões em Chicago
Convidado de Bal Gangadhar Tilak em Puna
“Se você fica muito tempo em um lugar, o apego cresce. Nós, Sannyasins, devemos manter à distância todas as coisas que nos ligam a Maya.”
Haripada Babu entende a sabedoria do Bagavadeguitá graças a Swamiji
O Swami fala de sua intenção de navegar para a América para participar do Parlamento das Religiões em Chicago e pregar o Sanatana Dharma ao Ocidente

Swami Vivekananda: Ciência ocidental, mais espiritualidade hindu

6- através do sul da Índia. A profunda meditação em Cabo Comorin.

Peregrinação ao Sul da Índia (Bangalore, Rameswaram, Madurai)
Naren é procurado não apenas pelos seus correligionários, mas também por pessoas de outras religiões e credos mundiais.
“Você acha que um Sannyasin honesto tem medo de dizer a verdade, mesmo que isso lhe custe a vida?”
O conhecimento de Swami sobre música europeia
Admiração do Marajá de Mysore, Swamiji rejeita sua ajuda para ir ao Parlamento das Religiões
O Swami acompanhado por seu guia muçulmano em Trivandrum
Somente a religião, e especialmente a religião dos sábios índios, pode compreender o funcionamento sutil e secreto da mente humana.
Explicação sobre Indriya Nigraha, a restrição dos sentidos
A difusão do budismo levou à descontinuação gradual da carne como alimento, o que seria uma das causas do declínio indiano.
A recusa de Swami em falar em público
O Raja de Ramnad, Bhaskara Setupati, torna-se um devoto admirador e discípulo do Swami e o convida para ir ao Parlamento das Religiões.
O espírito de Sri Ramakrishna é revelado a ele
A meditação profunda sobre o presente e o futuro do seu país no Cabo Comorin: a renúncia e o serviço devem ser os ideais da Índia para elevar as massas
Fim da grande peregrinação pela Índia
A decisão de ir ao Parlamento das Religiões em Chicago

7-  vida como monge itinerante (Parivrajaka)

Ou extraordinário desenvolvimento dos poderes da Ioga no Swami
“A espiritualidade envolve a aquisição daquele verdadeiro poder que é o caráter. “É a derrota da paixão e o dessenraizamento do desejo.”
"Assim é a vida! «Este é o engano de Maya."
Muitas vezes não havia nada em sua posse, exceto talvez uma fotografia de Sri Ramakrishna e uma cópia do Bagavadeguitá.
O Swami descobre a relação íntima entre a filosofia do Sufismo e o Advaita Vedanta
8- Rumo ao reconhecimento público. Fundos para sua viagem à América. Mudança de nome para Swami Vivekananda

8- Rumo ao reconhecimento público. Fundos para sua viagem à América. Mudança de nome para Swami Vivekananda

Fica em Madras e Hyderabad
Discípulos crescem
Em Madras ele consegue fundos para ir para a América
O Swami se declara um Advaitin
Para muitos, o Swami parecia ser a personificação da cultura dos Darshanas, Agamas e Iogas.
“Todos os ideais são verdadeiros, os diferentes sistemas religiosos nada mais são do que caminhos especiais para a concretização destes vários ideais”
Quando o mundo descobriu Vivekananda, também descobriu Ramakrishna Paramahamsa e o compreendeu através dele.
Na véspera de sua viagem à América ele adotou o nome de Swami Vivekananda a pedido do Marajá de Khetri.

Fonte: “A vida de Swami Vivekananda: uma biografia dos seus discípulos orientais e ocidentais” ADVAITA ASHRAMA (abril de 1960) traduzido por Pedro Nonell.

Swami Vivekananda: se han añadido uma serie de versos do Bagavadeguitá, comentários de Sri Ramakrishna etc

Vivekananda como pode o hindu, centrado em Deus, crer no budismo, que é agnóstico?

O conhecimento leva à unidade, a ignorância à diversidade (Sri Ramakrishna)

O conteúdo completo sobre “A vida de Swami Vivekananda (II): iluminação do cabo Comorin” (Filosofia da Ioga) está disponível apenas para estudantes do Instituto Gita


Curso: Realização do Bagavadeguitá. Ensinamentos Sri Ramakrishna Swami Vivekananda. Vedanta

Espiritualidade: derrota da paixão e dessenraizamento do desejo (Swami Vivekananda)

Filosofia formação Bagavadeguitá, Vivekananda, Ioga


(c) Instituto Gita (IGRCY)

Instagram Livro A Ioga da Sabedoria: Bagavadeguitá - Pedro Nonell Instagram

No usamos cookies
Inicio de página